"> Lucas Oliveira, homem da minha vida!
originally inverbos / via inverbos / reblog this post
Difícil é amar quando alguma coisa dá errado. Quando a casa está uma bagunça, quando as contas começam a crescer e o dinheiro diminuir, quando qualquer palavra vira ofensa, quando um silêncio se transforma em dúvida. Quando sobram palavras entaladas na garganta, quando falta um gesto que era pra ter marcado presença, quando o beijo é rápido, o olhar é vazio, o abraço é curto, as promessas falham. Quando o zíper da mala fecha e você não vai. Quando você espera por algo que nunca vem. Quando as expectativas começam a te sufocar. Quando os olhos ficam marejados ao lembrar do que podia ter acontecido, mas não aconteceu. Quando a porta bate, o tom de voz aumenta, a paciência se esgota, o humor não faz mais rir.
~ Clarissa Corrêa.  (via inverbos)

Se não quiser, não sorria. Não minta sua dor, me abraça, me conta tudo. A gente resolve, a gente resolve tudo com amor.
~ Caio Augusto Leite.     (via conciliadora)

Bonito mesmo é se entregar sem ter medo de cair. É ir mesmo sabendo que um pouco mais na frente doa, é sorrir mesmo que a lágrima as vezes insista em cair. É colocar o barquinho no mar mesmo que o vento não seja favorável, é ancorar em lugar perigoso. É nadar, velejar, amar, sempre.
E faz do teu amor a âncora que mantem o nosso barco seguro.
Eu sei que está doendo. Mas não se preocupe, vai passar. Deita aqui no meu peito. Quero que doa em mim também. Aceita a dividir sua dor comigo? Digo, a sua vida comigo?
originally refiz / via autorias / reblog this post
Guardo todo esse desespero porque não preciso que tenham dó.

Beijo no pescoço é covardia. Sussurro no ouvido é sacangem e unhas nas costas já é apelação

theme by
intercalado